terça-feira, 11 de março de 2014

CONTRA PROPOSTA DOS EMPRESÁRIOS NÃO AGRADA SINDICATOS

Os 14 Sindicatos de Vigilantes do Estado do Rio de Janeiro se reuniram ontem (10 de março) na sede do Sindicato das Empresas de Segurança, SINDESP-RJ, para receber a contra proposta apresentada pelos empresários.
A contra proposta dos empresários foi tão somente de 7% de aumento salarial, ficando o piso em R$ 1056,16, ou seja, pelo empresários teríamos um acréscimo de apenas R$ 69,09. O tíquete refeição de R$ 13 reais e a criação da cláusula para vigilantes em eventos. Os empresários solicitaram aos Sindicatos presentes a criação do vigilante horista (rendição de almoço).
A proposta do Sindicato das Empresas foi recusada por todos os sindicalistas presentes.  Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Vigilantes, Antonio Carlos, a proposta foi muito abaixo das expectativas. “Apresentamos pontos, para a nova Convenção Coletiva como a manutenção do Risco de Vida, reajuste salarial de 10% e elevação do tíquete para R$ 20.52 com a redução do desconto para o trabalhador de apenas 5%, ao invés dos atuais 20%. Também defendemos cláusulas sociais como o plano de saúde para o vigilante e seus dependentes, a regulamentação de trabalho em eventos, entre outras”.
Como não houve acordo entre empresários e trabalhadores da segurança privada, ficou acertada nova rodada de negociação na próxima sexta feira, 14 de março. Caso não haja avanços por parte dos empresários todos os sindicatos convocarão assembléias em suas bases para apresentar a proposta e decidir os rumos da campanha salarial deste ano.
"Os trabalhadores esperavam que os empresários avançassem mais nas reivindicações apresentadas. Com essa proposta ruim dos empresários tudo indica que uma nova greve da categoria se avizinha. Todos os Sindicatos continuarão unidos e protestando nas ruas, como fizeram os garis há poucos dias, que com unidade obtiveram ganhos de 36% de reajuste.", falou Fernando Bandeira, Presidente da Federação Estadual dos Vigilantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário